Vereadores debatem o piso salarial dos professores do magistério

por Ayrton Senna Alves Torres publicado 11/03/2016 20h20, última modificação 11/03/2016 20h20
Vereadores debatem o piso salarial dos professores do magistério

(Foto: Adriano Monteiro/ PMA)

Foi aprovado em primeira votação na sessão da última segunda-feira, 07, na Câmara Municipal o projeto de lei que define o piso salarial dos professores do magistério em Agrestina.

O Projeto de Lei nº 005/2016 que foi encaminhado pelo executivo municipal, propõe a adequação dos salários dessa categoria ao piso nacional para 2016, que foi estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC), no valor de R$ 2.135,64. Esse reajuste representa um aumento real de 11,36% em relação a 2015.

De acordo com a prefeitura, o reajuste foi calculado com base no crescimento do valor mínimo por aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB). E que a Lei do Piso determina que nenhum professor pode receber menos que o valor determinado para uma jornada de 40 horas semanais.

Na reunião da próxima segunda-feira,14, haverá uma nova votação sobre o projeto de lei como determina o regimento interno da Casa Agrício Brasil.  

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.